Questões Pedagógicas

O calendário escolar é divulgado antes do início de cada ano letivo (depois do mês de Março do ano letivo anterior), disponível na página web oficial da Universidade de Coimbra, http://www.uc.pt/academicos/regulamentos/calendario.
Os horários das aulas para cada ano letivo são divulgados por cada Unidade Orgânica (UO) até dia 31 de Julho do ano letivo anterior, e divulgados na página de cada UO (Faculdade de Farmácia: http://www.uc.pt/ffuc/assuntos_pedagogicos_e_academicos).
Sim, se essa unidade curricular for obrigatória e não tiver tido aproveitamento à mesma, terá que proceder à reinscrição na mesma, mesmo que isso implique não inscrever-se numa (ou mais) do ano curricular seguinte.
Um estudante só se considera inscrito num determinado ano do curso quando, após a inscrição nas unidades curriculares obrigatórias em atraso, pode ainda inscrever-se na totalidade das unidades curriculares correspondentes a esse ano, sendo que o limite máximo de ECTS que um estudante se pode inscrever em regime integral é 84 (42 em inscrição semestral). Ou seja, basta não estar inscrito numa unidade curricular do ano curricular em questão para não estar inscrito nesse mesmo ano.
A inscrição em provas deve ser sempre que possível realizada 3 dias antes da prova em questão, no entanto caso esta não tenha sido realizada deve contactar o serviço de alunos para tentar resolver a questão o mais cedo quanto possível.
Sim, o estudante pode sempre desistir de uma prova, desde o início da prova até ao momento em que esta acaba. Nas provas escritas após a desistência o estudante só pode abandonar a sala depois do docente o ter autorizado e passados 30 minutos do início da prova. A desistência de uma prova tem, para todos os efeitos, o mesmo valor de uma reprovação.
A época especial de exames é a última época de exames do ano letivo e o seu uso é restringido aos alunos abrangidos pelo Regulamento de Direitos Especiais dos Estudantes da Universidade de Coimbra (RDEEUC), entre eles: Trabalhador-estudante; Estudante atleta de alto rendimento; Estudante dirigente associativo jovem da UC e estudante membro de órgãos da UC; Estudante com necessidades educativas especiais; Estudante atleta da UC; Estudante integrado em atividades culturais da UC (escalão A e B); Estudante militar; Estudante bombeiro; Estudante com participação em atividades de reconhecido mérito universitário; Estudante finalista; Entre outras situações previstas pelo RDEEUC. As épocas extraordinárias de exames que se realizam em Março e Outubro de cada ano letivo, são destinadas aos alunos nas seguintes situações: estudantes finalistas; dirigentes associativos jovens da UC; militares em regime de contrato e em regime de voluntariado; e bombeiros dos corpos profissionais, mistos ou voluntariado. Para mais informação sobre os direitos especiais de estudantes da UC pode consultar o separador http://www.uc.pt/academicos/percurso/direitos_especiais da Universidade de Coimbra e o RDEEUC (http://www.uc.pt/academicos/regulamentos/docs_uc/Reg_Direitos_Especiais_Estudantes_Universidade_Coimbra.pdf)
Para tal tem que se reinscrever novamente na unidade curricular em causa, no início do ano lectivo durante o qual pretende fazer a melhoria em questão, independentemente da unidade curricular ser lecionada no 1º ou no 2º semestre, e de acordo com os prazos e procedimentos estabelecidos. Como para realizar a melhoria é necessária reinscrição na unidade curricular, esta conta o limite de ECTS que um estudante se pode inscrever (84 em regime integral).
A melhoria de uma classificação que foi obtida em ano(s) anterior(es) pressupõe a reinscrição na unidade curricular em causa e a frequência das aulas, no entanto o docente por opção pode dispensar os alunos nesta situação dessa mesma frequência.
Sim, uma vez que está reinscrito na unidade curricular e que não se impõe um limite quanto ao número máximo de melhorias que se podem realizar por unidade curricular, o estudante tem direito às duas épocas de exame para realizar a melhoria.
Actualmente não existe limite de melhorias, embora seja necessário salientar que nada é referido no novo RPUC quanto a esta situação. Com isto pretende-se dizer que as directrizes podem inverter-se a qualquer momento.
Os resultados da avaliação, qualquer que seja a modalidade adotada, são divulgados até catorze dias seguidos após a realização dos mesmos.
Após a disponibilização da respetiva classificação no sistema de informação académica o estudante tem o direito de consultar os seus exames, trabalhos ou quaisquer outros elementos de avaliação, juntamente com os enunciados das provas escritas. Junto com os resultados da avaliação, o docente responsável pela unidade curricular tem o dever de tornar público um período durante o qual os estudantes podem consultar as provas, trabalhos ou elementos avaliados, dentro do prazo máximo de 15 dias úteis subsequentes à publicação dos resultados da avaliação e até 3 dias úteis antes da realização dos eventuais exames orais e da prova de recurso.
Nos casos em que a classificação final resulta da ponderação de mais do que um elemento de avaliação, o estudante tem o direito de conhecer os resultados de cada um desses elementos.
O estudante pode pedir a reapreciação da prova e para tal deve entregar um requerimento nos Serviços de Gestão académico, até 5 dias seguidos após o prazo de consulta das provas, indicando os pontos em que considera que a classificação obtida é inferior ao que entende ter sido a sua prestação.
a. Informações e serviços académicos da UC: http://www.uc.pt/academicos b. Assuntos académicos e pedagógicos, FFUC: http://www.uc.pt/ffuc/assuntos_pedagogicos_e_academicos c. Regulamento Pedagógico e Académico da UC: http://www.uc.pt/academicos/regulamentos/docs_uc/RP_2013 d. Regulamento de Direitos Especiais dos Estudantes da Universidade de Coimbra: http://www.uc.pt/academicos/regulamentos/docs_uc/Reg_Direitos_Especiais_Estudantes_Universidade_Coimbra.pdf e. Outros regulamentos: http://www.uc.pt/academicos/regulamentos f. DGES (relativo ao processo de Bolonha): http://www.dges.mctes.pt/DGES/pt/Estudantes/Processo+de+Bolonha/Processo+de+Bolonha/; http://www.dges.mctes.pt/DGES/pt/Estudantes/Processo+de+Bolonha/Objectivos/ECTS/